Como cultivar Gengibre em casa e aproveitar seus benefícios

615
Como cultivar Gengibre em casa e aproveitar seus benefícios

O gengibre — nome científico Zingiber Officinale é uma planta herbácea perene, com origem na Índia, China e Ilha de Java. Posteriormente com as Cruzadas, foi levado para a Europa e com as grandes navegações para o Japão, América do Sul e África.

A planta também é popularmente conhecida no Brasil como Mangarataia e Mangaratiá e chegou através das invasões holandesas no Nordeste do país e se adaptou muito bem ao clima tropical.

O gengibre possui caules com folhas que nascem a partir de um caule duro, grosso, um rizoma subterrâneo e que podem chegar a mais de um metro de altura. As flores são tubulares, amarelo claro e surgem em espigas. A parte comestível da planta é o rizoma.

A raiz ou rizoma do gengibre é um excelente alimento, trazendo vários benefícios para a saúde, por isso é bastante utilizado na Gastronomia e Fitoterapia (medicina baseada nas plantas).

Devido à presença da substância Gengeral, o gengibre possui um sabor característico picante e fresco, que combina tanto com pratos salgados quanto doces.

Na culinária, o gengibre possui sabor picante e pode ser usado tanto em pratos salgados quanto nos doces e em diversas formas, tais como: fresco, seco, em conserva ou cristalizado.

Na fitoterapia, suas indicações são como anti-inflamatório, e antisséptico, e é usado no combate aos sintomas de bronquite, asma e catarro nos pulmões.

Na forma de chá é indicado para amenizar cólicas menstruais, enjoos e como digestivo. Também é bastante indicado como termogênico em dietas para perda de peso e gordura corporal.

Do rizoma também se extraem o óleo essencial rico em substâncias medicinais como cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

Para crianças, a erva tem as mesmas indicações que para adultos. Além disso, o gengibre tem efeito benéfico sobre as dores abdominais de crianças que ingeriram alimentos em quantidade excessiva.

Recomendamos:  Como acabar com os Pernilongos (Dicas Infalíveis)

Nestes casos, faça um suco de gengibre ralado fresco combinado com 40 gramas de gengibre em pó desidratado. Misture bem os dois e coloque sobre o umbigo da criança por alguns minutos.

Como cultivar Gengibre em casa e aproveitar seus benefícios

O Gengibre gosta de solo bem drenado, que após receber água não permaneça encharcado por muito tempo.

Para que você obtenha raízes melhor desenvolvidas é importante cultivá-lo em locais onde a planta receba bastante luz solar, por pelo menos metade do dia. Se for cultivado na sombra desenvolverá mais folhagem viçosa e flores, mas o rizoma ficará reduzido.

Em regiões de climas mais frios, o gengibre poderá ser cultivado externamente nos meses de verão e primavera e deve ser recolhido para um local dentro da casa, próximo a uma janela que receba luz solar, durante os meses de clima mais frio.

Como iniciar o cultivo

Coloque um rizoma em água morna e deixe descansar de um dia para o outro. Corte em pedaços de 3 a 4 cm. Se tiver gemas verdes, melhor, mas não é necessário.

Prepare um solo rico em material orgânico desta forma: divida em três partes e prepare uma parte de húmus de minhoca, uma parte de terra ou substrato e a terceira parte deve ser dividida em metade com areia grossa e metade terra e substrato. Misture tudo muito bem.

Para plantar em canteiros, deixe cerca de 30 centímetros de distância entre as mudas.

Se você for cultivar em vasos, escolha um vaso grande, de boca larga, com pelo menos 35 centímetros de diâmetro e 30 centímetros de profundidade ou maior, com um bom sistema de drenagem no fundo, como argila expandida e manta de bidim.

Após acomodar no vaso o substrato onde será plantado, enterre os rizomas com as gemas para cima em covinhas de 5 centímetros de profundidade. Plante no máximo 3 pedaços por vaso.

Recomendamos:  Benefícios do óleo de coco (polêmica, mitos e verdades)

O solo do local deve secar completamente de um dia para o outro e deverá ser regado diariamente. Os brotos devem aparecer dentro de duas semanas, mas em locais mais frios, pode levar até mais tempo, de 3 a 4 semanas.

Uma vez por mês você poderá adubar com adubo NKP rico em fósforo ou adubo orgânico como o Bokashi.

A colheita das raízes ocorrerá de 8 a 12 meses após o plantio, na época do ano em que as folhas ficam amareladas e a planta entra em dormência.

Procure cavar e remover os rizomas da terra com cuidado. Retire pedaços dos rizomas que você vai utilizar, deixando no vaso os pedaços restantes para que brotem novamente, cobrindo com a terra retirada.

Após colhidas, as raízes devem ser bem lavadas e deixadas ao sol para secarem bem por dois dias antes de consumir.

Por fim, nem mesmo a falta de quintal impede você de ter gengibre fresquinho. Qualquer casa ou apartamento com um local que receba algumas horas de luz solar direta já garantem o vaso com seus pés de gengibre.

Como você conferiu aqui, fazer em casa o plantio e cultivo do gengibre é algo bem simples, que garante o prazer de se obter um alimento de qualidade, sem agrotóxicos e com todas as suas propriedades naturais preservadas. Se você tiver crianças em casa, ensiná-las a participar do plantio e ver o desenvolvimento de uma planta, até a colheita, será algo ainda mais prazeroso.

<<< outras matérias