9 razões pelas quais você tem insônia

Insônia é um distúrbio do sono muito comum. É sobre a falta de sono anormal e a dificuldade de conciliação que se sofre na hora de dormir, ou de ficar acordado de forma recorrente e duradoura no meio da noite.

Tipos de insônia

insônia pode ser aguda (de curto prazo) é comum e as causas mais frequentes são estresse no trabalho, eventos traumáticos, pressão familiar… geralmente dura dias ou semanas.

Também há insônia crônica (de longa duração), que dura um mês ou mais. A maioria dos casos de insônia crônica é secundária a algum outro fator, como certos problemas médicos e outros distúrbios do sono. Substâncias como cafeína, tabaco e álcool também podem ser uma causa.

Causas da insônia

1. Depressão e ansiedade: devem-se à qualidade de vida, saúde física ou algum distúrbio psiquiátrico. A depressão aumentou na sociedade devido às pressões sociais que temos ao nosso redor.

2. Tecnologia: o uso excessivo de dispositivos tecnológicos desequilibra o relógio interno e altera os hormônios que ajudam a adormecer, interrompem-no e geram fadiga.
Nas últimas horas do dia, o corpo precisa diminuir o ritmo das atividades, e o uso de qualquer aparelho ou aparelho eletrônico vai te deixar excitado. Isso impedirá que você adormeça ou acorde cansado.

3. Você leva trabalho para casa: não se separar das tecnologias de comunicação é uma prática recorrente dos executivos, que afeta a capacidade de adormecer e a qualidade do descanso. Os especialistas aconselham a respeitar o tempo individual para recreação e descanso. A soma das horas de trabalho e a falta de diversão geram estresse.

4. Problemas de saúde: doenças com dores crônicas como artrite, dores de cabeça, asma e insuficiência cardíaca, tireoide excessivamente ativa e distúrbios gastrointestinais, entre outros.

5. Estresse: muito nível de estresse ou sua longa duração, causa insônia, bem como alterações no estado emocional. Para diminuir o estresse, você pode planejar administrar melhor o seu tempo, saber como lidar com as situações, expressar suas emoções, pedir ajuda se precisar…

Recomendamos:  Pessoas preferem estar com animais do que com amigos e familiares

6. Medicamentos: alguns medicamentos podem perturbar o sono. Isso pode ser facilmente resolvido perguntando a seu médico quais desses medicamentos não afetarão sua qualidade de sono e pedindo alternativas para tratamentos que afetam seu descanso.

7. Menopausa: algumas soluções para lidar melhor com essa insônia nesta fase são: manter o quarto fresco para evitar suores noturnos, evitar o uso de pílulas para dormir, fazer exercícios diariamente, evitar cafeína e álcool à noite e comer produtos de cereais e leite antes de ir para cama ou à noite.

8. Maus hábitos: tirar uma soneca, fazer exercícios muito perto da hora de dormir, comer refeições pesadas, beber muito líquido ou nem sempre ir para a cama na mesma hora. O ideal é se acostumar a fazer coisas calmantes e relaxantes antes de dormir, como ler um livro, ouvir música suave ou tomar um banho quente.

9. Tome cafeína: a cafeína é um estimulante muito poderoso que influencia o sono. Ele está contido em café, chá, refrigerantes e chocolate. Você deve evitá-lo seis horas antes de dormir. E para os óculos também: eles causam um sono mais leve do que o normal.

Uma opção para curar a insônia sem medicação é a terapia cognitivo-comportamental, que envolve conversar com um terapeuta individualmente ou em sessões de grupo para discutir suas idéias e sentimentos sobre o sono. O objetivo desta terapia é aprender a relaxar e limpar sua mente.

Existem também muitos medicamentos prescritos para dormir. Alguns devem ser usados ​​por um curto período de tempo e alguns são usados ​​por um período mais longo. Pergunte ao seu médico sobre os benefícios e efeitos colaterais dessas pílulas: muitas causam desconforto ou causam alguma dependência.

Photo by Ben Blennerhassett on Unsplash

Se esse artigo foi útil para si, entre aqui e descubra mais informações e dicas interessantes. via: mejorconsalud


- Publicidade -

Mais populares