Se você ainda pensa que comer ovos faz mal pense novamente, pois está a perder vida

25359
Se você ainda pensa que comer ovos faz mal pense novamente, pois está a perder vida

De mocinho a vilão o ovo é um assunto que sempre está em alta, mas qual será a verdade? Será que o ovo, realmente, faz mal? É um assunto para refletirmos. A internet está cheia de informações controversas, então procuramos responder, definitivamente e baseados em fontes concretas todas as verdades sobre o ovo.

Muitas vezes por conta de uma informação equivocada, estamos a perder vida, por isso vamos desvendar neste artigo os mitos e verdades sobre comer ovo.

O ovo é um alimento barato, fácil de encontrar e também de preparar, além de ser versátil também possui muitos nutrientes. No entanto, já foi muito questionado sobre suas propriedades.

Comer ovo faz bem ou mal? O que tem no ovo? Quais as diferenças nutricionais de cada parte do ovo? Quais os benefícios do ovo para a saúde? É o que estamos prestes a desvendar. Vamos conhecer mais deste tão pequeno e poderoso alimento.

O ovo

O ovo já foi odiado por “fazer mal ao coração”, porém atualmente está comprovado que o colesterol LDL (considerado ruim) presente na gema, não seria o suficiente para causar doenças cardiovasculares, e devido à, pesquisas, hoje sabemos que o ovo é muito bom para o nosso organismo, ovo é vida, literalmente.

Pois, se você parar pra pensar, perceberá que o ovo possui dentro dele tudo o que é necessário para gerar uma vida.

Muitas pessoas fitness também incluem o ovo na sua alimentação, pois ele ajuda a ganhar músculos. Isso porque o ovo tem muita proteína e pouca caloria.

Então hoje em dia o veredito é que o ovo não faz mal e, muito pelo contrário, é uma escolha excelente para adicionar à nossa alimentação.

O ovo e seus componentes

O ovo tem em sua composição, o cálcio, ácido fosfórico, magnésio, componentes orgânicos e proteínas. Em cada 100 gramas de ovo encontramos:

  • 163 calorias;
  • 1.180 unidades de vitamina A;
  • 12,9 gramas de proteínas;
  • 0,11 gramas de vitamina B1;
  • 11,5 gramas gorduras;
  • 0,30 vitamina B2;
  • 54 mg cálcio;
  • 0,1 mg vitamina PP;
  • 205 mg fósforo;
  • 2,3 mg ferro;
  • 112 mg sódio;
  • 129 mg potássio.

As diferenças nutricionais entre clara e gema são que a gema possui 50% de água, 34% de lipídeos, 16% de proteínas, glicose e sais minerais enquanto a clara consiste em água e 10% de proteína, glucose e lipídeos.

Uma curiosidade: A gema é um terço do ovo sem casca e a clara ocupa os outros dois terços do ovo sem casca. A casca do ovo também tem diversos benefícios, podendo ser triturada e utilizada como adubo, por exemplo.

Recomendamos:  Como limpar o colchão de forma a eliminar fungos e ácaros

Porquê devemos incluir o ovo na nossa alimentação? Quais os seus benefícios para a saúde?

Como pudemos perceber, o ovo é um alimento muito rico em diversos nutrientes e importante para quem faz esportes. A gema possui proteínas, carboidratos, gorduras, zinco, cobre, magnésio e vitaminas B e D.

Alguns dos benefícios do ovo para a nossa saúde são:

Energia — o ovo é rico em proteínas e comer ovo pela manhã ajuda nas suas atividades do dia.

Perda de peso — o ovo pode ser parte de todas as refeições: café da manhã, almoço, lanche, jantar e além de tudo ele ajuda a superar a vontade de ficar comendo a todo tempo.

Memória — o ovo estimula a desenvolvimento do cérebro, dando uma boa memória com o consumo do ovo no seu dia a dia.

Visão — o ovo contém Luteína e Zeaxantina que protege a vista contra os raios UV. Também ajuda a prevenir de sofrer de catarata.

Beleza — o consumo do ovo ajuda no crescimento das unhas e do cabelo ficando mais saudáveis e deixando uma beleza na sua pele.

Gestação — Contendo mais de 12 vitaminas, minerais e uma boa quantidade de proteínas ele ajuda na produção de células que incide no corpinho do bebê, uma produção que é intensa, então o ovo é até mesmo essencial durante a gestação. São também ricos em colina, um nutriente que promove o crescimento do bebê e sua saúde cerebral, ao mesmo tempo que ajuda a prevenir defeitos do tubo neural.

Dr. Lair ribeiro fala sobre o ovo, veja:

vídeo:youtube

Até quantos ovos posso comer? Qual a maneira mais saudável de ingerir o ovo?

Como mencionado anteriormente, o ovo é um alimento que podemos preparar de várias formas diferentes e em qualquer uma das refeições ao longo do dia, no entanto, não podemos exagerar no consumo desse alimento, pois todo excesso não é benéfico, sendo o ideal, até 3 ovos no seu dia.

Podendo dividir entre café da manhã, almoço e lanche ou fazer os 3 numa refeição só como, por exemplo, uma omelete.

O ovo pode ser ingerido de várias maneiras como: cozido, frito, cru, mexido ou pochê. Mas a forma considerada mais saudável e recomendada pelos médicos é o Ovo Pochê seguido pelo ovo cozido, sem deixar a gema totalmente cozida para preservar os nutrientes.

Entretanto, preparar os ovos com manteiga ou óleo de coco também pode ser uma opção saudável, a opção não recomendada são os “ovos estrelados” fritos numa grande quantidade de óleo, por conta das gorduras saturadas do óleo.

Recomendamos:  Use sal grosso em sua casa para eliminar más energias e atrair coisas boas

Algumas formas de preparo seriam:

1 – Se preferir comer ovo frito, pode fazer na frigideira antiaderente untando com manteiga ou óleo de coco, que fica bem saboroso e saudável, pode usar também uma pitada de sal.

2 – O ovo cozido é fácil e simples, coloca numa panela e cubra com água e coloque no fogo e deixe por 3 a 5 minutos após ferver; escorra a água, quebre, retire a casca e corte ao meio, pode colocar sal e orégano se desejar.

3 – Se preferir pode fazer uma omelete quebrando o ovo numa vasilha e batendo com um garfo, pode adicionar cheiro verde, tomate, cenoura picada, sal e pimenta-do-reino. Misture bem e coloque numa frigideira antiaderente untada com manteiga. Vira para tostar do outro lado e pode comer com salada, pois é uma refeição bem completa.

O ovo aumenta o colesterol? Mito ou verdade?

Por falar em colesterol, vamos esclarecer alguns fatos explicando se são verdades ou mitos:

  • O ovo aumenta o colesterol — É um MITO — o ovo não é um risco para a doença cardíaca, e sim aumenta o HDL o chamado popularmente de colesterol bom. Lembrando ainda que o ovo em si, tem caloria baixa.
  • Devemos evitar o colesterol — MITO, a verdade é que devemos evitar alimentos gordurosos, mas isso não tem a ver com colesterol, e sim com as gorduras saturadas que fazem mal para o organismo.
  • Ovo demais faz mal — VERDADE — Tudo o que é demais acaba não fazendo bem, os estudos não chegaram a um consenso sobre a quantidade ideal, até mesmo porque variam de organismo para organismo, porém, segundo a Associação Americana do Coração, dois por dia seriam o ideal, outros estudos mencionam até três ovos, como mencionamos anteriormente. Porém, já existem médicos que defendem que o ovo pode ser comido sim em grandes quantidades, até 5 ou mais unidades por dia.
  • Dietas que “cortam” os carboidratos podem aumentar o colesterol — VERDADE- A endocrinologista Claudia Cozer Kalil explica: “Ao cortar totalmente os alimentos com carboidrato, as pessoas tendem a aumentar o consumo de proteína e gordura, elevando assim o colesterol”.

O colesterol é mesmo um vilão?

O colesterol é bom, muitas vezes ouvimos que o colesterol ruim alto é perigoso, no entanto, há uma confusão a este respeito. O colesterol é um tipo de gordura e é importante para o bom funcionamento do corpo humano.

O LDL, também chamado de “colesterol ruim”, na verdade não é um colesterol, a sigla LDL é de “Low density Lipoprotein” que em português seria Lipoproteína de baixa densidade.

Recomendamos:  Querer ter tudo sob controle pode causar depressão

Ela é uma molécula que carrega as partículas de colesterol do fígado e até mesmo de outros lugares para as artérias, e isso sim é perigoso, pois quando em excesso na circulação elas podem entupir os vasos.

O HDL “High Density Lipoprotein”, traduzido como Lipoproteína de alta densidade, seria o contrário, a molécula que faz a limpeza das artérias levando o colesterol de volta para o fígado.

Assim podemos compreender um pouco melhor essa história de colesterol bom ou ruim, a verdade é que tem mais a ver sobre como as lipoproteínas estão funcionando em seu organismo.

E vale lembrar, uma dieta saudável é a que inclui tanto carboidrato como também proteínas e gorduras tudo de forma balanceada.

O essencial é saber não somente o que comer, mas a forma mais saudável de ingerir este alimento para aproveitar ao máximo o que ele tem a oferecer para nosso organismo.

No caso do ovo, como vimos, diversas são as formas que ele pode ser inserido na alimentação, porém a forma como é consumido faz diferença na quantidade de benefícios que trará para o organismo, uma vez que com muita fervura, por exemplo, o ovo começa a oxidar e assim a perder seus nutrientes.

Você sabe que isso aconteceu quando a gema tem uma tonalidade esverdeada, causada por uma reação química da água fervente com o ferro presente na gema.

Esta reação química não é maléfica para o organismo, porém perdem-se muitos dos nutrientes tão importantes contidos no ovo.

Concluímos então que o ovo não é um vilão e sim um alimento com muitos nutrientes, devemos comer mais ovo e procurar mais receitas com esse ingrediente, pois além de fácil de ser encontrado é bem barato e ainda ajuda a ganhar massa muscular.

Dr. Lair Ribeiro também fala sobre os MITOS do colesterol, veja:

vídeo:youtube

E também é bom para a nossa memória, ajuda na visão prevenindo a catarata e também no cérebro.

Inclusive um estudo do ano de 2018 mostrou que o consumo diário de dois a três ovos inteiros além de não causar dano, também aumenta a funcionalidade da HDL e carotenoides plasmáticos (que são anti-inflamatórios e antioxidantes) o que faz muito bem para nosso organismo.

Ovo é tudo de bom! Não perca vida, consuma ovo diariamente e veja os benefícios em sua saúde.

<<< outras matérias do site