Você sabe o que são estas bolinhas mal cheirosas que aparecem na garganta?

48496
Você sabe o que são estas bolinhas mal cheirosas que aparecem na garganta?

Você sabia que as amígdalas fazem parte da primeira linha de defesa do nosso organismo, sendo um órgão de muita importância para o nosso sistema imunitário?

As amígdalas ou tonsilas palatinas, estão localizadas na faringe, mais precisamente no trajeto do sistema respiratório e digestório.

Por estarem localizadas logo à entrada, onde passam os alimentos e o ar que respiramos, é que são tão importantes para o nosso corpo e vou explicar porquê.

Ora, as amígdalas produzem linfócitos T que são células de defesa do organismo, especializadas em capturar todo o tipo de sujeira ou substância estranha (antígenos) que tente entrar no nosso corpo, seja pela respiração ou pela alimentação.

Essas substâncias são armazenadas em pequenas cavidades no interior das amígdalas, chamadas de criptas, onde podem se acumular e formar bolinhas com um odor extremamente desagradável, devido ao gás produzido pela digestão das bactérias presentes.

Mais conhecidas como cáseos amigdalianos, essas bolinhas têm consistência pastosa e cor amarelada e além de causar mau hálito pode causar, também, muito desconforto, gerado por infecções, amigdalites e inflamação da garganta.

Neste artigo, vamos falar sobre como evitar a formação dos cáseos e como tratá-los de maneira natural sem ter de retirar as amígdalas, que são, como já mencionei, muito importantes para o sistema de defesa.

Mas afinal o que são os Cáseos amigdalianos ou bolinhas mal-cheirosas, como são conhecidas popularmente

Julgo que todos nós já nos deparamos com uma bolinha amarelada de odor fétido que veio parar em nossa boca, seja por um espirro, por uma coceira na garganta que origina uma tosse ou até mesmo durante a fala, e pensou: “Mas o que é isso?!! Que cheiro horroroso!!”

Essas bolinhas são nada mais nada menos que, restos de comida, células de descamação da mucosa da boca e proteínas da própria saliva, que, no fundo, servem de alimento para as bactérias.

Recomendamos:  Tome um banho de Alecrim para afastar as más energias e melhorar a saúde

Como dito anteriormente, essas bactérias libertam um gás — derivado do enxofre — durante o processo de digestão destas substâncias e isso causa todo o mau-cheiro.

Há inúmeros fatores que podem causar ou aumentar a frequência com que os cáseos se formam.

Vejamos:

  • má higienização da boca;
  • respiração pela boca;
  • ronco;
  • ingestão, com frequência, de bebidas alcoólicas;
  • uso de enxaguante bucal que contém álcool;
  • uso de aparelhos ortodônticos;
  • mordiscar lábios, bochechas e dedos;
  • beber pouca água.

Em algumas pessoas, a formação dos cáseos é devido a, doenças respiratórias crônicas, disfunção das glândulas salivares, refluxo gastroesofágico, diabetes e tabaco.

Contudo, a falta de higiene e descuido com a saúde bucal continuam sendo os principais causadores deste problema tão desagradável.

Todos os fatores listados acima causam alterações no PH e na consistência da saliva, aumentando as hipóteses de formação dos cáseos amigdalianos. Para além de mau hálito, os cáseos também causam outros incômodos como: sensação de algo preso na garganta; irritação; febre e dor ao comer, causados pelas infecções que podem ser geradas.

Tratamentos e prevenção

Para tratar desse problema tão desagradável pode-se fazer o uso de enxaguantes bucais próprios, que podem ser recomendados pelo seu médico; pode também retirar as bolinhas mecanicamente, no consultório do médico ou em casa, fazendo você mesmo, caso consiga, e em último caso — algo que eu jamais faria se fossem as minhas amígdalas — pode-se retirar as amígdalas.

Muitas pessoas optam, infelizmente, por essa última opção, pois acreditam que é mais fácil e que acabará de uma vez por todas com o problema. Mas não é bem assim, pois você elimina um problema e cria outro.

Para que saibam, o pós operatório de uma cirurgia de retirada das amígdalas é extremamente doloroso — só por isso eu já desistia — sem falar no dano para o seu corpo, pois como já foi dito e reitero novamente, as amígdalas fazem parte da primeira linha de defesa do nosso sistema imunitário e devem ser preservadas.

Recomendamos:  Pessoas que têm a letra “M” na palma da mão são pessoas especiais

Entretanto, há muita coisa que se pode fazer para amenizar ou até mesmo evitar a formação dos cáseos amigdalianos, algumas delas são:

  • hábitos saudáveis de alimentação;
  • beber muito líquido durante o dia, pois ajuda a limpar e a manter a fluidez da saliva;
  • evite alimentos que aumentem a acidez da boca — café, bebidas alcoólicas, bebidas lácteas, chocolate;
  • faça gargarejos diários, principalmente quando for escovar os dentes;
  • não fique muitas horas sem comer, pois isso aumenta a acidez da boca, deixando a saliva grossa;
  • consumir alimentos que possuem propriedades adstringentes e ajudam na limpeza dos resíduos da boca, como: maçã, caqui, abacaxi, limão, laranja, caju;
  • e por último e não menos importante, manter a higiene oral em dia e muito bem feita.

Se você sofre com esse infortúnio, seja por que motivo for, procure o seu médico e discuta com ele sobre as melhores opções, de preferência, naturais, para solucionar o problema, mas lembre-se, pense muito bem antes de resolver retirar as suas amígdalas.

Elas são os guardas do portão de entrada do seu corpo.

Gostou da matéria? Então, não vá já embora, queremos convidar você a ler outras matérias no site sinais de luta. Entre aqui!