Sempre vai existir quem queira o que o outro despreza, a vida está cheia de possibilidades

Sempre vai existir quem queira o que o outro despreza, a vida está cheia de possibilidades

Você se sente infeliz no seu relacionamento amoroso?

Sente que seu parceiro não te dá o cuidado necessário, que não te valoriza e que não está disposto a fazer por ti o mesmo que você faz por ele?

Continue lendo e saiba o que fazer para mudar essa situação.

A vida está cheia de possibilidades, mas o medo do desconhecido nos leva a pensar mil vezes antes de decidir qual caminho percorrer.

O medo de errar é um grande vilão na caminhada do autoconhecimento. Entretanto, errar faz parte da vida, pois são com os erros que evoluímos.

Nas relações amorosas não difere, pois, o medo de que o outro não nos aceite, impede-nos de viver o amor de verdade e muitas vezes nos leva a ter atitudes egoístas.

A palavra autoconhecimento é citada aqui porque para viver esse amor de  verdade, você terá de aprender a lidar com o medo e enfrentá-lo, mas para isso terá de se conhecer.

Só assim saberá quem você é; do que gosta; do que não gosta; o que precisa manter em sua vida; o que precisa abandonar e o que precisa melhorar.

Se conhecendo, automaticamente, você passará a se amar e a se tratar com amor e carinho, e a partir daí não aceitará menos que isso do seu parceiro(a).

Se alguém desprezar o seu amor, a sua companhia, você não aceitará migalhas só para ter alguém ao seu lado, pois saberá o seu valor, o que merece e o que não merece.

Muitas vezes temos ao nosso lado, pessoas magníficas, mas andamos tão ansiosos e cheios de medo, que não conseguimos aceitar que aquilo que procuramos não está no outro, mas sim em nós mesmos. Por conta disso não enxergamos que o outro é perfeito exatamente como é, com todas as imperfeições.

Ao invés disso, projetamos ideias de como gostaríamos que fosse – que é sempre um cenário perfeito – e acabamos por não viver aquilo que realmente é.

Assim a insatisfação toma conta de nós e muitas vezes nem sabemos porque nem com o que estamos insatisfeitos. As pessoas vão deixando de se importar umas com as outras, por ver apenas o que de mal o outro lhe fez, se colocando sempre como vítima da situação.

Sem tirar nenhum aprendizado dessas situações, pois não pára para refletir sobre as próprias ações, vai se sentindo uma vítima das circunstâncias, ao invés de se sentir como autora da sua própria vida, que se responsabiliza por aquilo que lhe acontece e não coloca a culpa nos outros.

Esse comportamento de vítima da situação atrapalha a nossa vida em tudo e se você parar para analisar a quantidade de vezes que se viu passando pelas mesmas situações, notará que existe um padrão.

As situações se repetem em nossa vida porque não aprendemos ainda a lição, por isso ela está sempre a se repetir e você sente como se tivesse caindo nas mesmas armadilhas, dia após dia.

O vitimismo nas relações gera uma batalha constante, pois um dos dois, nesse caso a “vítima”, sente que não é amada como deseja e isso cria uma insatisfação. Um sentimento de que o outro não valoriza o nosso esforço, a nossa dedicação, a nossa pessoa, enfim, o nosso amor.

Quando, na verdade, quem não está valorizando tudo isso somos nós mesmos. Deixamos de respeitar os nossos limites e nossa necessidade de recolhimento, gerando a insatisfação.

Se continuamos a nos ver como vítima das situações e das ações dos outros, nenhum relacionamento será bom o bastante, pois olharemos para o outro como alguém que não nos valoriza e assim temos a tendência em “partir para outra”, acreditando que em algum momento encontraremos esse alguém que vai nos amar como merecemos.

A única pessoa que vai te valorizar como você merece, é você mesma, já que és a única que consegue enxergar todo esse valor, por isso, se você não se amar primeiro, se você não se der o devido carinho e respeito, não encontrará ninguém que o faça por ti.

Não adianta pensar que o outro não te valoriza e que em algum momento vai encontrar quem o faça, sem que você se valorize primeiro.

Procure se conhecer melhor, se amar e se respeitar e assim qualquer pessoa que entrar na sua vida vai ver, ao olhar para ti, que você é alguém que se dá valor.

Dessa forma o outro não terá outra alternativa – se quiser ficar ao seu lado – se não, te amar e te respeitar, pois, se não for essa a disposição dele, não conseguirá ficar ao seu lado, já que você não aceita ser tratada com menos do que aquilo que merece.

Sendo assim, ficará ao seu lado apenas aqueles que te amam e te aceitam exatamente como você é, cheia de arestas por lapidar. Sabendo ser merecedora de todo o amor e carinho, e capaz de ser feliz e de atrair para a sua vida relações verdadeiras, sem o peso da culpa, da mágoa e das cobranças.

Entre aqui e veja outras reflexões do site sinais de luta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here