Os cães detectam as pessoas ruins pela forma como elas interagem com os outros de acordo com estudo

A maioria dos donos confia nos instintos de seus cães sobre estranhos – e parece que eles estão certos em fazê-lo. Cães são conhecidos por latir para completos estranhos quando estão com seus donos – deixando-os intrigados com a súbita explosão de seu animal de estimação.

Enquanto alguns donos simplesmente ignoram seu comportamento e não pensam mais nisso, outros estão convencidos de que seu cão sabe algo que eles não sabem.

Um estudo, liderado pelo psicólogo comparativo James Anderson, da Universidade de Kyoto, no Japão, explorou como os cães veem estranhos que interagem ou dispensam seus donos.

No estudo, um grupo de cães assistiu enquanto seus donos lutavam para abrir um recipiente. Incapaz de abri-lo, seus donos o passaram para um ator que o ajudaria antes de repetir o experimento com um ator que se recusaria a ajudar.

Anderson e seus colegas descobriram que os cães formaram uma antipatia quase instantânea pelo ator que se recusou a ajudar seu dono em um momento de necessidade.

Ele escreveu: “Se alguém está se comportando de forma anti-social, provavelmente acaba com algum tipo de reação emocional a isso. As chances são de que esses animais possam detectar tendências cooperativas em atores humanos”.

Eles concluíram: “Os cães avaliam negativamente as pessoas que se recusam a ajudar seus donos e as espécies não humanas podem se envolver em avaliações sociais baseadas em terceiros”.

Isso ocorre depois que os pesquisadores realizaram um estudo sobre a compreensão dos cães sobre o comportamento humano.

Os pesquisadores Judith Benz-Schwarzburg, Susan Monso e Ludwig Huber, da Universidade Médica de Viena, na Áustria, vêm estudando como os cães percebem os humanos com ligações à cognição e à ética.

Recomendamos:  5 coisas que estressam seu gato

A equipe aprendeu como os cães prestam atenção ao tom de voz e à linguagem corporal de uma pessoa para determinar se ela é uma “pessoa boa ou má”.

Eles disseram: “Os cães têm de fato habilidades especiais para entender e interagir com os humanos devido à história evolutiva e domesticação das espécies e devido a competências complexas adquiridas pelo aprendizado individual e social.

“Vemos evidências acumuladas de sua compreensão das emoções, gestos e ações humanas e do quanto eles fazem parte da cultura humana e do nosso jogo social. Os vínculos entre cães e humanos são seletivos, intensos e variam em qualidade.

“A afiliação desempenha um papel motivacional no comportamento dos cães e molda as atitudes dos cães, bem como sua interação com os humanos.

“Tudo isso, no entanto, deve ser visto à luz de uma caracterização abrangente da relação homem-cão, que é uma prática socialmente construída com claras relações de poder.

“Nós argumentamos que a relação homem-cão é uma relação de dominância onde os humanos geralmente estão no comando do poder.

“Se os cuidadores não sabem o quanto seus cães prestam atenção a sinais comunicativos sutis e o quanto eles entendem, bem como atendem às emoções, gestos e ações de seus cuidadores, uma série de conflitos pode surgir.

“Em vez disso, devemos investir na construção de relacionamentos de confiança com cães que correspondam às ideias de companheirismo”. via:mirror

Gostou do artigo?

Toque nas estrelas para votar.

Média: 5 / 5. Votos: 1

Até agora ninguém votou, vote você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais populares