Como acabar com piolhos e lêndeas (Receitas caseiras)

40525

Os piolhos são antigos conhecidos do homem, haja vista que infestam o ser humano há séculos. Os piolhos foram encontrados em múmias egípcias de cerca de 3000 anos antes de Cristo.

Também foram encontrados em pentes, que é um utensílio de uso pessoal, identificados como sendo da época de Cristo.

O que são e como acabar com piolhos e lêndeas

O piolho é um inseto que se fixa no couro cabeludo e suga o sangue do hospedeiro através da injeção de uma substância capaz de provocar a vasodilatação.

Existem três tipos de piolho que parasita o ser humano.

O piolho recebe diferentes nomes dependendo da região afetada.

Piolho do couro cabeludo (pediculis capitis) — quando se instala no couro cabeludo.

Muquirana ou piolho corporal (Pediculis Humanus) — quando se fixa no corpo da pessoa.

Chato (phthirus pubis) — quando se instala na região pubiana, também conhecida como virilha.

O piolho do couro cabeludo se reproduz rapidamente, pois a fêmea, também conhecidos como lêndeas, pode depositar até 10 ovos por dia.

Os ovos ficam presos na base do fio de cabelo por uma substância produzida pelo próprio piolho, que se parece com uma cola.

Os ovos levam até 10 dias para eclodirem e chegam a fase adulta em, no máximo, 12 dias. Depois de um dia e meio de atingir a fase adulta, a fêmea dá início a uma nova fase de reprodução.

O piolho corporal ataca o corpo todo, vive agarrado às roupas e é mais comum de serem encontrados em países de clima frio. Normalmente este tipo de piolho é encontrado em pessoas com higiene corporal precária.

O piolho chato se instala nos pelos da região do aparelho genital, aparece principalmente na puberdade, ataca homens e mulheres e podem infestar também colchas, nádegas e a parte inferior do abdômen.

Como já sabemos que este parasita suga o sangue do homem há muitos anos, bem como quais os tipos de piolhos que existem e que o piolho se reproduz rapidamente, deve-se buscar formas de acabar com a infestação o mais rápido possível.

Recomendamos:  Muitas pessoas não gostam, mas o frio melhora a pele, cabelo e combate doenças

O que fazer quando se descobre que tem piolho?

O piolho mede cerca de 2 a 3 milímetros. Por serem tão pequenos, dificilmente a pessoa percebe sua presença assim que se contamina. Observar o próprio corpo é a primeira atitude que deve ser adotada para evitar a infestação.

Apesar de serem tão pequenos, provocam danos à saúde humana. A descoberta ocorre quando estes danos começam a ser sentidos, pois, indica que já se reproduziram e a infestação já aconteceu.

A coceira recorrente é o primeiro sinal que existe um intruso no local. No entanto, além da coceira, você também pode apresentar:

Feridas — provocadas pelas constantes coceiras;

Infecções secundárias — que ocorre quando a infestação está muito grave, ou seja, os piolhos já estão em quantidades muito elevadas. As feridas causadas pelas coceiras abrem uma porta para infecção por bactérias.

Anemia — devido à quantidade de sangue absorvida pelos piolhos.

Estes sinais não precisam necessariamente aparecerem juntos. Se já foram identificados por você, significa que já deveria ter começado a usar algum produto para se livrar desses invasores.

Acabar com os piolhos, requer muita paciência, cuidado e disciplina, além de adotar hábitos de higiene frequentes e eficazes.

Não basta usar produtos para eliminá-los, se você não evitar a forma de transmissão.

É preciso ter em mente que o piolho não salta nem pula, ele simplesmente se arrasta. Desta forma, a contaminação acontece no momento do contato direto envolvendo a pessoa com piolho e a pessoa sem piolho.

Outra forma de ser infectado por piolhos é através do compartilhamento de objetos pessoais, como: pentes, toalhas, travesseiros, colchas de cama, bonés, capacetes, etc.

Existem vários tratamentos para eliminar os piolhos, mas o mais tradicional e o mais conhecido pelas pessoas é a Permetrina, uma substância ativa que serve para eliminar grande parte dos parasitas, por ser considerada um inseticida potente.

A Permetrina é vendida em farmácias e, de acordo com a Resolução n.º 98/2016, você não precisa de receita para comprar, pois, é uma medicação que apresenta baixo potencial de perigo e com indicação de uso por um curto período.

Recomendamos:  Benefícios do óleo de coco (polêmica, mitos e verdades)

A Permetrina pode ser encontrada de duas formas: Permetrina sabonete e a Permetrina Loção Cremosa.

Para erradicar os piolhos, a permetrina deve ser aplicada na região afetada. Depois da aplicação, você deve esperar durante 10 a 15 minutos para poder lavar a região em água corrente.

Deve-se passar um pente fino e tirar os piolhos e lêndeas que morreram, pois, mesmo que alguns saiam com a água, ainda ficam outros mais resistentes.

Normalmente, é recomendado apenas uma aplicação, mas quando a infestação está muito grave, recomenda-se a repetição da medicação 07 dias depois, pois é o intervalo que os restantes ovos precisam para eclodir e dá início a um novo ciclo.

Como em toda medicação, a permetrina vem com uma bula que precisa ser lida com cuidado para saber a dosagem e a forma de aplicação. Usada de forma errada pode resultar em uma nova infestação dos piolhos, ou seja, os piolhos voltam e em quantidade igual ou superior.

Além da Permetrina, outros ativos contra os piolhos podem ser comprados em Farmácia: Benzoato de Benzila, Benzoderm, Deltametrina e a Ivermectina.

Receitas caseiras para acabar com os piolhos

Para ajudar na eliminação dos piolhos, muitas receitas caseiras foram criadas e mostraram que, seguidas da forma correta, podem matar os piolhos e ajudar na retirada deles do couro cabeludo.

A maioria destas receitas traz o vinagre como um importante ativo capaz de matar os piolhos e eliminá-los de uma vez.

Logo abaixo você encontrará duas receitas caseiras fáceis de serem desenvolvidas e com resultados imediatos.

Você vai precisar de:

300 ml de vinagre de maçã.

300 ml de água morna.

Um pente médio, com dentes finos e apertados.

Modo de fazer:

1.º Passo — Você deve lavar bem o cabelo com o champô que você tiver em casa. Caso não tenha, pode lavar com sabão mesmo, pois o importante é que seu cabelo esteja limpo.

Recomendamos:  Coma brócolis regularmente e melhore sua saúde em geral

2.º Passo — Misture o vinagre com a água morna e umedeça toda a sua cabeça com essa mistura.

3.º Passo — Cubra a cabeça com uma touca e deixe a mistura agir por 40 minutos.

4.º Passo — Pegue o pente e passe bem devagar em todo o couro cabeludo. Toda vez que passar no cabelo é preciso lavar o pente em água corrente, pois os piolhos que são arrastados precisam ser retirados do pente.

5.º Passo — Lave novamente o cabelo com champô e seque como de costume.

Outro exemplo de receita caseira bem simples e fácil de fazer.

Você vai precisar de:

30 ml de óleo de coco.

30 ml de óleo de amêndoa.

50 ml de vinagre de maçã.

01 pente médio com dentes finos e bem juntos.

Modo de fazer:

1.º Passo — Lave bem seu cabelo ou da pessoa que esteja infestada por piolhos. Tire um pouco do excesso de água.

2.º Passo — Misture bem o óleo de coco, o de amêndoa e o vinagre de maçã.

3.º Passo — Divida o cabelo em mechas e vá passando um pouco da mistura. Comece pela raiz e suba para as pontas.

4.º Passo — Cubra o cabelo com uma touca e deixe o produto agir por uma hora.

5.º Passo — Passe o pente fino em todo o cabelo, várias vezes.

6.º Passo — Lave os cabelos com champô e seque como de costume.

O piolho é um inseto muito comum, pois ataca qualquer pessoa, independente da classe social.

Embora seja considerado, por muitos, algo sem muita importância, pode acarretar sérios prejuízos a saúde se não receber o devido tratamento.

Além disso, as situações que levam a contaminação devem ser evitadas por todos, crianças e adultos. Afinal, práticas simples de higiene familiar e pessoal podem prevenir a infestação de piolhos.

<<< outras matérias