A vitamina D é muito importante, nunca fique muito tempo sem ela

A vitamina D é muito importante, nunca fique muito tempo sem ela

Vamos falar hoje sobre a importância da Vitamina D, você sabe o quanto essa vitamina é importante para nosso organismo? Quero te mostrar o quanto é importante e todos os benefícios que ela nos traz para que possamos viver com mais energia e disposição em nosso dia a dia.

Vamos descobrir também quais são os sintomas e aprender a identificar a falta de Vitamina D em nosso organismo.

A Vitamina D é um hormônio produzido pelo corpo humano. É um micronutriente que aumenta nossa imunidade e a falta dela pode nos traz diversos problemas de saúde.

A vitamina D também é essencial para equilibrar o cálcio e fosforo em nosso organismo, ajudando na reprodução celular e secreção de hormônios em nosso sistema imunológico. As Principais fontes dessa vitamina são:

Alimentação — salmão, atum, sardinha, leite, iogurte, queijo, bife de fígado, são alguns alimentos que ajudam a repor essa vitamina no nosso organismo.

Sol — exposição todos os dias de 20 minutos no horário antes das 10h e depois das 16h. Próximo de 90% da vitamina D é através do sol, temos que expor os braços, costas, pernas e peito.

Suplementação — medicamento — a vitamina D não engorda.

Sintomas e causas de deficiência de vitamina D e como identificar a sua falta em nosso organismo

Alguns dos sintomas que podemos ter devido à falta de Vitamina D são:

  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Perda de apetite;
  • Dores de cabeça;
  • Fraqueza muscular;
  • Contrações;
  • Espasmos musculares.

As principais causas da deficiência de Vitamina D são a pouca exposição (ou exposição inadequada) ao sol e a alimentação com pouca quantidade dessa vitamina, mas também pode haver causas biológicas como algum distúrbio de má absorção do organismo.

E as consequências da deficiência de Vitamina D são a perda de apetite, dores de cabeça e a calcificação de tecidos ao invés dos ossos; e durante a gestação a deficiência de vitamina D pode até mesmo causar problemas no feto. Por isso devemos monitorar e saber como identificar esta falta.

A falta da vitamina D é bem silenciosa e quando aparece já surgem os sintomas como: cansaço e palidez, pois o corpo acaba absorvendo pouco ferro o que pode causar dificuldade para cicatrização, sangramento, manchas roxas pelo corpo, queda de cabelo, fraqueza nos ossos e diversos outros sintomas que impactam em nossa saúde.

Na vida adulta com o envelhecimento dos ossos surge a osteoporose, e a falta da Vitamina D deixa os ossos ainda mais frágeis e com maiores riscos de fraturas, como explica o Doutor José Antônio Miguel Marcondes, endocrinologista do Hospital Sírio-Libanês.

Qual a importância da vitamina D para o nosso organismo?

A vitamina D é muito importante para o corpo humano, principalmente porque atua diretamente nos ossos (tendo um papel fundamental para ajudar a absorver o cálcio na formação dos ossos) e também porque a falta dela prejudica nosso sistema imunológico afetando todas as áreas do nosso organismo.

Além disso, a Vitamina D ajuda o intestino a receber muito cálcio e os rins realizam a absorção do mesmo, tornando assim os ossos mais fortes. Resumindo, alguns dos benefícios da Vitamina D para nosso organismo seriam:

  • Auxiliar no fortalecimento dos nossos ossos;
  • Ajudar a regular a quantidade de cálcio e ferro no sangue;
  • Auxiliar no controle da pressão arterial e demais funções cardíacas;
  • Dar mais força para nossos músculos;
  • Ajudar a prevenir a calvície diminuindo a queda de cabelo;
  • Combater doenças autoimunes;
  • Ajudar a regular a secreção de insulina;
  • Ajudar a evitar a Depressão;
  • Faz nosso cérebro trabalhar melhor;
  • Ajudar a aumentar a imunidade;
  • Ajudar a combater o mal de Parkinson e a doença de Alzheimer;
  • Reduzir o risco de câncer;
  • Prevenir o envelhecimento da pele.

A respeito da Vitamina D e a Depressão, estudos feitos na Irlanda e publicados no Journal of Post-Acute e Long-Term Care Medicine, apontam que pessoas com mais de 50 anos e com deficiência em vitamina D tentem a aumentar o risco de depressão.

A vitamina D pode ser usada tanto no tratamento de pessoas com depressão como também para prevenir a doença. Todos os pacientes com depressão devem verificar o nível da vitamina D no organismo e se necessário, fazer a complementação com suplementos.

Estudos também mostram que a falta de vitamina D está diretamente ligada a diversas doenças autoimunes como: Diabete mellitus insulino – dependente (DMID), Esclerose múltipla (EM),Doenças inflamatórias intestinais (DII),Artrite reumatoide (AR) e Lúpus eritematoso sistemático (LES)

Assim verificamos a importância de estar com seus exames de rotina em dia e sempre verificar como está a vitamina D em seu organismo e se expor ao sol para garantir essa vitamina tão rica e que não requer tanto esforço para obter.

Como manter os níveis de vitamina D saudáveis?

A principal fonte de vitamina D é através da exposição ao sol, precisamos estar expostos ao sol sem protetor solar pelo menos 20 min ao dia de preferência pela manhã ou ao final da tarde, assim nosso organismo faz a síntese em nossa pele, absorvendo a vitamina D.

Podemos encontrar a vitamina D em alguns alimentos, mas com uma quantidade bem menor do que a quantidade necessária, e raramente estamos expostos ao sol na quantidade suficiente, por isso muitas vezes os especialistas receitam a vitamina D em suplemento, para suprir a deficiência em nosso organismo.

O responsável por essa vitamina penetrar em nossa pele nada mais é que o raio UVB que em doses exageradas seria prejudicial, mas na medida certa ele é necessário a saúde.

Como em algumas épocas, temos limitações de exposição ao sol, é extremamente necessário a reposição com boas fontes de vitamina D, afirma a dermatologista Daniela Taniguchi, isso inclui o uso de suplementos em forma de cápsulas ou de injeção.

Vale lembrar que não se deve tomar um medicamento sem a orientação médica, em especial em relação à suplementação de vitaminas, uma vez que o excesso delas poderia fazer mal ao seu organismo ao invés de bem.

Em alguma etapa da vida, deve-se fazer um reforço de Vitamina D?

O fato é que desde a infância a vitamina D é importante (para o crescimento, por exemplo) e em todas as fases de nossa vida a Vitamina D coopera para que não ocorra com frequência infecções, resfriados, dores nos ouvidos, pneumonia, sinusite crônica, aftas, candidíase oral, dermatites, alergias, rinite alérgica, alergia por pelos de animais, brotoejas e até mesmo problemas intestinais como: diarreia, inchaço ou prisão de ventre.

Quanto mais a pessoa envelhece, mais necessidade de Vitamina D ela possui em seu organismo.

E se você perceber também que seus ferimentos demoram para cicatrizar, você se sente sempre cansado, com fadiga, apresenta anemia e stress, tudo isso pode estar acontecendo por falta de vitamina D.

Por isso em todas as fases devemos ficar atentos ao nosso sistema imunológico e se estamos com quantidade necessária de vitamina D em nosso organismo.

Uma dica importante sobre a suplementação da Vitamina D é que ela é melhor absorvida pelo nosso organismo quando ingerida juntamente com alguma gordura, pois assim se dissolve mais facilmente, por isso é bom ingeri-la (no caso de cápsulas) junto com uma refeição.

Concluindo, a Vitamina D é de fato muito importante para nosso organismo e não devemos ficar muito tempo sem ela, pois a deficiência de Vintamina D tem muitas consequências para nossa saúde tanto física como emocional.

Também vimos que a vitamina D é boa para todas as idades e também muito importante para nosso organismo, precisamos estar atentos a todos os sintomas e consequências, cuidar da alimentação, receber sol especialmente no rosto e nos braços em horários adequados e, se necessário, realizar a suplementação com o medicamento correto.

Entre aqui e veja outras matérias sobre saúde.

Compartilhar matéria:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here