5 sinais de que seu cão está com frio

5 sinais que o cão dá quando está com frio

Os cães regulam sua temperatura corporal com base na temperatura do ambiente. Portanto, eles são capazes de sentir tanto calor quanto frio.

Sim, os cães podem ficar resfriados. Na verdade, quando sentem frio, ativam os mecanismos para conservar o calor interno, enquanto se sentem calor, tentam expulsá-lo.

Os cães são protegidos por uma camada de pelo e gordura na pele que atuam como um protetor térmico, mas mesmo assim pode não ser suficiente e o frio penetra em nosso pet.

A raça e o tipo de pelagem influenciam se os cães ficam com frio no inverno ou não.

Como saber se meu cachorro está com frio?

Existem raças adaptadas a climas frios, como o Husky Siberiano ou o São Bernardo; enquanto outros têm pelos muito finos e uma fina camada de gordura, como o Yorkshire Terrier ou o Chihuahua.

Obviamente, a capacidade de lidar com baixas temperaturas será muito diferente entre eles, e a sensação de frio será mais intensa neste último.

Meu cachorro está tremendo: isso significa que ele está com frio ou é outra coisa?

Todos os cães são capazes de sentir frio, embora alguns sejam mais adaptados do que outros. A primeira e mais óbvia manifestação de frio é provavelmente quando o cão começa a tremer, que é a mesma reação que temos quando trememos.

É um mecanismo de defesa no qual os músculos se contraem e relaxam rápida e repetidamente, dando origem a tremores que procuram gerar calor.

Sinais de que seu cachorro está com frio

1) Ele dorme enrolado

Na hora de dormir, seu cão ficará enrolado em si mesmo, tentando se manter aquecido. Também tenderá a dormir mais do que o normal.

2) Ele se move lentamente

O frio causa rigidez muscular e, portanto, ele tenderá a se mover menos ou mais lentamente, pois suas articulações e músculos sentirão desconforto.

Recomendamos:  Médicos revelam a recuperação mais milagrosa que já viram em um paciente

3) Mudanças na respiração

O frio afeta o sistema respiratório de forma muito direta, pode gerar problemas que dificultam a respiração e o cão pode ficar doente. Preste atenção se ele começar a tossir ou se houver muco nas narinas.

4) Pele seca

Em áreas mais desprovidas de cabelo, a pele pode ressecar. É frequente na zona do nariz, pontas das orelhas e zona da virilha e axilas. Hidratar muito bem essas áreas, será essencial para seu conforto, podendo até ser necessário o uso de xampu ou mousse hidratante.

5) Procura por calor

Em casa, ele procura fontes de calor ou prefere ficar ao sol.

O que fazer para que meu cachorro não sinta frio?

Simplesmente se preocupe em fornecê-lo calor. Algumas das medidas que você pode tomar são:

  • Prepare uma cama bem acolchoada que o isole do frio do chão, por exemplo.
  • Você também pode colocar um cobertor se achar necessário.
  • Se o cão dorme ao ar livre e você não contempla a possibilidade de ele estar dentro de casa neste inverno, encontre um espaço que o isole bem do frio, caso não queira que ele adoeça. Uma casa impermeável com uma camada isolante, assim como um bom colchão espesso e confortável, até mesmo um par de cobertores, seriam uma boa opção.
  • Claro, você tem que limitar os banhos e se forem realmente necessários opte por um banho seco ou um banho bem quente dentro de casa.

Se o seu cão não para de mostrar que está com frio, ou isso acontece durante as caminhadas, você pode considerar roupas para cães. Existem muitas opções no mercado e muitas vezes basta um suéter que cubra a região do pescoço e do tronco.

Existem também casacos, moletons e capas de chuva, se você considerar que as condições do seu ambiente podem ser mais adversas.

Recomendamos:  7 Dicas para ter sucesso numa entrevista de emprego

Quais são as consequências do frio?

O frio pode se tornar o pior inimigo do seu cão, a ponto de deixá-lo doente. O mais comum é o aparecimento de doenças respiratórias (bronquite, faringite, pneumonia, etc.).

Se nosso cão começar a ter tosse e muco no nariz, podemos suspeitar que ele está resfriado. É importante perceber a tempo para que a situação não se complique, pois o cão pode deixar de comer, ter febre e / ou mal-estar.

Nesse momento, ir ao veterinário é fundamental para que ele faça um exame completo e possa ver o estado das vias aéreas e dos pulmões.

Da mesma forma, para evitar doenças, você pode considerar dar ao seu cão uma dose de vitaminas, com a orientação de um profissional.

Doenças relacionadas ao resfriado

Além das doenças respiratórias, se os cães têm frio no inverno, podem sofrer de doenças nas articulações, como a osteoartrite.

Isso é comum em cães mais velhos, que precisarão de cuidados especiais, como adicionar fontes de calor (cobertor térmico, saco quente, etc.) à cama.

Recomenda-se também a realização de massagens suaves para aquecer a região das articulações, pois um mau movimento, mesmo ao se levantar ou deitar na cama, pode ser muito doloroso.

Vá ao veterinário se tiver um cão idoso com problemas motores, ele irá aconselhá-lo sobre como ajudá-lo contra o resfriado e irá indicar o tratamento adequado.

Se notar que o seu cão está com frio neste inverno, dê-lhe toda a atenção e os melhores cuidados, ele é da sua responsabilidade e ele vai agradecer.

Foto de capa: Photo by Tamara Bellis on Unsplash

Se você gostou desse artigo, entre aqui e descubra mais informações e dicas interessantes sobre animais. via: wamiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *