4 alimentos para controlar a hipertensão

4 alimentos para controlar a hipertensão

Manter a pressão arterial em níveis elevados pode levar ao desenvolvimento de problemas de saúde cardiovascular. Felizmente, existem vários alimentos para controlar a hipertensão que podem ser incluídos no contexto de uma dieta variada. Vamos dizer a você quais são.

Antes de começar, é preciso lembrar que é fundamental evitar déficits nutricionais para que o organismo funcione de maneira ideal. Viver hábitos saudáveis, como exercícios físicos regulares, também fará a diferença.

Alimentos para controlar a hipertensão

A seguir, vamos dizer quais alimentos você pode incluir na diretriz para controlar a hipertensão e reduzir o risco cardiovascular.

1) Beterraba

A beterraba provou ser uma das melhores hortaliças que podem ser consumidas para reduzir a hipertensão. Isso é evidenciado por uma investigação publicada na revista Biomolecules.

Isso se deve ao fato de que os nitratos que contém geram vasodilatação, reduzindo assim os fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Você pode optar por beber suco de beterraba com certa frequência para sentir esse efeito, embora outra opção seja preparar cremes e purês com o tubérculo. Mesmo a suplementação de nitrato também é uma alternativa a ser considerada, pois há muitas evidências científicas por trás dela.

2) Cacau

O cacau é outro dos alimentos que podem ajudar a combater a hipertensão, de acordo com um estudo publicado no The Cochrane Database of Systematic Reviews.

Porém, será necessário escolher um cacau de boa qualidade, sem adição de açúcares ou gorduras trans.

A maioria dos chocolates comercializados contém muitos elementos contraproducentes, por isso não é recomendável incluí-los na dieta regular. É sempre preferível optar por variedades amargas e sem açúcar, para que todos os fitoquímicos da planta possam ser utilizados.

3) Azeite de oliva virgem extra

O azeite de oliva de boa qualidade concentra grande quantidade de ácidos graxos insaturados, da série ômega 3.

Esses nutrientes são capazes de combater a inflamação, um dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, eles têm um efeito benéfico sobre os valores da pressão arterial.

4) Ovos

Apesar de por muitos anos o consumo de ovos estar associado a um pior funcionamento do coração, hoje se sabe que essa premissa estava totalmente errada. Os ovos são alimentos com alta densidade nutricional que fornecem elementos que favorecem a manutenção de uma boa saúde.

Além disso, a ideia de que a ingestão desses comestíveis influencia o perfil lipídico também está errada.

O colesterol não será modificado significativamente por incluir ovos no padrão diário. Além do mais, você pode experimentar uma redução na pressão arterial, o que seria positivo para o funcionamento do coração.

Ingestão moderada de sal

Para controlar a pressão arterial, muitos especialistas afirmam que é uma condição importante reduzir a ingestão de sal. Há discussões a respeito, já que se começa a especular que a resposta a esse alimento seja bastante genética.

Porém, limitar a presença de sal na dieta pode ser positivo para boa parte da população, portanto, não é uma recomendação ruim.

No entanto, também será importante promover outros hábitos de estilo de vida adequados. Por exemplo, a redução dos níveis de estresse pode influenciar significativamente muitos parâmetros relacionados à saúde, incluindo a pressão arterial.

Para isso, práticas como a mediação podem ser promovidas, além de exercer com frequência e cultivar as relações sociais.

Inclua alimentos para controlar a pressão alta em sua dieta

Se você foi diagnosticado com pressão alta, será positivo que você faça uma série de modificações na dieta para evitar que isso represente um risco para a saúde. O melhor é optar por uma dieta à base de alimentos frescos, com baixa presença de alimentos industrializados ultraprocessados.

Da mesma forma, é recomendável fazer exercícios físicos regularmente e garantir uma boa noite de descanso. Serão necessárias pelo menos 7 horas todas as noites para que ocorram os processos de recuperação do organismo e garantam a homeostase no ambiente interno.

Foto de Elena Mozhvilo no Unsplash

Se você gostou desse artigo, entre aqui e descubra mais informações e dicas sobre saúde e bem-estar. via: mejorconsalud

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here